Endoscopia do Plexo Braquial

Publicado em: 5 de maio de 2020 por Dr. José Carlos Garcia Jr.
Categorias: Trabalhos Científicos - Nervos Periféricos

Endoscopia do Plexo Braquial.
Trabalho publicado  na revista CHIRURGIE DE LA MAIN
Brachial plexus endoscopy: Feasibility study on cadavers
Endoscopie du plexus brachial : étude de la faisabilité sur cadavres
J.C. Garcia Jr , G. Mantovani , P.-A. Liverneaux 
 Vol 31 – N° 1
P. 7-12 – février 2012
Doi : 10.1016/j.main.2012.01.001


Apresentado
Congresso da Associação de Artroscopia da América do Norte (AANA-Arthroscopy Association of North America)
2010-Hollywood/EUA
Trabalho publicado nos anais eletrônicos do congresso:
Congresso das Sociedades Européias de Cirurgia de Mão e Punho (European Societies of Hand and Wirst Surgery)
2009-Polônia
Apresentação oral
Congresso Latino-Americano de Cirurgia de Ombro e Cotovelo 
2009-Porto de Galinhas/Brasil
Pôster
Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia
2009-Rio de Janeiro-Brasil
Apresentação oral

Abstract
The development of a minimally invasive technique for exploration of the brachial plexus seems a logical step towards refinement of diagnosis and treatment. For certain pathological conditions, minimally invasive techniques have become the method of choice; for others, they remain as an ancillary option for assistance during open surgery. We have developed a full endoscopic technique for brachial plexus exploration. Our endoscopic technique used saline liquid infusion in seven brachial plexus of four cadavers. Five portals have been described and the endoscopic landmarks also. We were able to demonstrate excellent views and adequate possibilities for cadaver plexus dissection and its anatomic landmarks and portals.
Level of evidence 4.

Résumé
Le développement d?une technique mini-invasive d?exploration du plexus brachial semble une étape logique pour améliorer le diagnostic et le traitement des paralysies traumatiques du plexus brachial. Dans certaines pathologies, les techniques mini-invasive sont devenues le traitement de choix ; dans d?autres, elles restent une aide technique au cours d?une chirurgie à ciel ouvert. Nous avons développé une technique entièrement endoscopique pour explorer le plexus brachial. Notre technique endoscopique a utilisé une solution saline chez sept plexus brachiaux de quatre cadavres. Cinq voies d?abord ont été décrites ainsi que les repères endoscopiques. Nous pensons avoir démontré que cette technique donnait une excellente vision des repères anatomiques, permettant la dissection du plexus brachial.
Niveau de preuve 4.
Keywords : Brachial plexus, Arthroscopy, Nerve, Endoscopy
Mots clés : Plexus brachial, Arthroscopie, Nerf, Endoscopie

Veja mais em: http://www.em-consulte.com/article/700650/alertePM

Apresentado no congresso europeu de cirurgia da mão na Polônia em 2009, CBOT 2009, CBA 2009, CLAOC 2009 e na Associação de Artroscopia da América do Norte em 2010(Hollywood-EUA).

Objetivos
Objetivamos avaliar a viabilidade da vizualização artroscopica das estruturas nervosas que compoe o plexo braquial, estudar novos portais para a abordagem, familiarizar-se com a anatomia artroscopica e avaliar os
riscos de lesoes iatrogenicas e complicacões.

Materiais e Métodos
Técnica cirúrgica: Foram utilizados 3 cadaveres humanos, explorando um total de 5 plexos braquiais. Os cadáveres foram deixados em decúbito dorsal horizontal. Realizamos 6 portais, 3 infra-claviculares e 3 supra-claviculares. O equipamento utilizado foi um artroscópio comum de 4mm. A irrigacao de solucao salina utizou uma bomba de infusão vom fluxo de 30 mmHg e fluxo máximo, seguindo os parâmetros da artroscopia de cotovelo. Um “shaver”para partes moles de 4.5 mm, um palpador comum de artroscopia e um basket foram utilizados para dissecção. Atraves dos
novos portais buscamos uma disseccao intermuscular e escalenectomia artroscópica para visualização das estruturas nervosas. O aspirador não deve ser ligado ao “shaver” afim de preservar e melhor manipular as estruturas.

Resultados
Obtivemos com os métodos acima uma boa vizualização dos fascículos lateral, arteria axilar, troncos superior, médio, inferior, nervo frênico, nervo subclávio, nervo supraescapular, raiz de C5, C6, nervo escapular dorsal e torácico longo.

Ramos mais distais do plexo como nervo axilar e a convergência para formação do nervo mediano, também foram identificados. A técnica descrita acima mostrou-se eficaz na identificação e visualização de estruturas nervosas do plexo braquial. A disseccao com o probe e o “shaver” nao causou lesões macroscopicas nas estruturas nervosas ouvasculares.

Artroscopia do Plexo Braquial, estudo em cadáveres e avaliação preliminar em vivos.

Discussão
A disseccao com o probe, o basket e o “shaver” não causou lesoes macroscópicas nas estruturas nervosas ou vasculares. Esta primeira experiência na manipulação minimamente invasiva do plexo braquial mostrou-se promissora e pode tornar-se clinicamente viável, requerendo no momento mais testes em cadáver para identificaão das demais estruturas do plexo e definicao dos portais mais apropriados.

A técnica minimamente invasiva para a vizualização do plexo vem ao encontro do surgimento de novas terapias menos agressivas de reparacao e reconstrucao do plexo, com uso de neurotubos, celulas tronco e manipulacao robótica. Em vivos a técnica já foi utilizada em 1 paciente com
neuropraxia para avaliação do fascículo lateral, 6 casos de liberação artroscópica do nervo supraescapular e 10 casos de dissecção artroscópica do nervo axilar em reconstruções do músculo subescapular.