Tendinite Calcárea do Ombro

Publicado em: 28 de abril de 2020 por Dr. José Carlos Garcia Jr.
Categorias: Lesões Ombro

A tendinite calcárea é uma causa comum de dor no ombro tanto do atleta como do sedentário. Sua origem é ainda não compreendida e mas em geral é uma patologia autolimitada. A dor pode ocorrer por 2 mecanismos: o químico,que ocorre principalmente na fase pós-calcífica ou de reabsorção, e o impacto do acrômio no aparelho burso-tendíneo do ombro com aumento de área devido à presença da calcificação.

Os tendões acometidos são os do manguito rotador.

Os músculos do manguito rotador que tem a função de fazer um ponto de apoio na cabeça umeral para contrapor a força que o músculo deltóide faz puxando a cabeça umeral em direção ao acrômio (expansão óssea da escápula, antiga omoplata), há então a rotação da cabeça do úmero abaixo do acrômio sem o impacto dessas duas estruturas.

O desbalanço muscular e a diminuição do espaço dentro do ombro devido à tendinite calcárea são as causas mecânicas da síndrome dolorosa dessa patologia.

A dor química pode ocorrer na fase de reabsorção do cálcio.

A dor no ombro à elevação passiva ou ativa é a manifestação mais comum.
Os exames de Raios X, ultrassonografia e ressonância magnética mostram são indicados para a quantificação e acompanhamento da lesão.

O tratamento é na maior parte dos casos conservador com antiinflamatórios não hormonais, infiltrações(nunca mais que 3 ou 4 de acordo com os padrões atuais adotados) e reabilitação com reabilitação. Em sua falha orientamos o tratamento cirúrgico por artroscopia.

Para a prevenção insira exercícios para o fortalecimento dos músculos do manguito, peitoral e grande dorsal em suas séries com orientação de profissionais capacitados.